1 de outubro de 2020 16:20

Bebida láctea produzida a partir do soro do leite é fruto de pesquisa do PPGB-UnP

Produto de descarte orgânico originou um probiótico de grande aceitação
Foto mostra a Professora Heryka Ramalho, orientadora da pesquisa
Profa. Heryka Ramalho é orientadora da pesquisa

Pesquisadora potiguar desenvolveu uma bebida láctea fermentada com lactobacilos vivos, produzida a partir da utilização do soro do leite, que seria descartado pela indústria de laticínios. A pesquisa foi realizada pela aluna do Programa de Mestrado Profissional em Biotecnologia (PPGB-UnP), Flávia Roberta Monteiro, sob a orientação da Professora Heryka Myrna Maia Ramalho.

A criação do probiótico foi possível a partir da adição da polpa de caju em diferentes concentrações do soro do leite, que seria produto de descarte orgânico de empresas produtoras de queijos da Região Seridó do Estado. O que seria descartado e depositado no meio ambiente, originou uma bebida probiótica com alto nível de aceitação, passando em todos as avaliações sensoriais. Além da importância de criar um novo probiótico, a pesquisa representa uma melhoria no desempenho ambiental das empresas, uma vez que esses rejeitos orgânicos impactam diretamente na natureza.

Os resultados do projeto comprovaram que podemos reaproveitar subprodutos da indústria alimentícia e desenvolver novos alimentos com elevado valor nutricional e aceitabilidade sensorial por parte dos provadores. A pesquisa demonstra ainda que produtos desenvolvidos com a utilização de recursos biotecnológicos podem ser importantes para o setor econômico e omeio ambiente.

Os probióticos são microrganismos vivos benéficos à saúde, que agem favorecendo a presença de bactérias boas no nosso organismo e diminuem a concentração de bactérias ruins (patogênicas e putrefativas) e micro-organismos indesejáveis. Eles nos beneficiam equilibrando a flora intestinal, o colesterol, ativando a imunidade humoral e celular, aumentando a digestão da lactose, reduzindo a insônia e prevenindo a constipação e o estresse.

A pesquisa foi publicada neste mês em Revista Qualis A, “Resarch, Society and Development.”,em parceria com os pesquisadores do Programa de Mestrado Profissional em Biotecnologia (PPGB-UNP). O artigo intitulado “Probiotic fermented milk drink added with cashew pulp (Anacardium occidentale): formulation, physicochemical, microbiological and sensory characteristics” foi resultado do projeto de pesquisa desenvolvido pela aluna no período do Mestrado.