Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234

+

25 de maio de 2020 11:11

Professor do PPGB UnP publica pesquisa em capítulo de livro

Pesquisa com óleo da semente do maracujá foi realizada pelo Prof. Dr. Francisco Humberto Xavier


O Prof. Dr. Francisco Humberto Xavier Júnior do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da PPGB/UnP) publicou resultados de pesquisa no livro “Equidade e sustentabilidade no campo da segurança alimentar global” da editora Atena. O capítulo publicado foi intitulado “Óleo de semente de maracujá (Passiflora edulis f flavicarpa): composição química e funcionalidade em alimentos”.

O projeto que originou a publicação foi desenvolvido em parceria com a Prof. Dra. Thayza Christina Montenegro Stamford e a aluna de doutorado Mestra Gerlane Souza de Lima, da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Departamento de Medicina Tropical e Pós-Graduação em Nutrição.

No capítulo de livro foi abordado o aproveitamento biotecnológico de resíduos de indústria de alimentos produtora de suco de maracujá, visando obter novos compostos biologicamente ativos para aplicação funcional em alimentos.

Sobre o maracujá

O maracujá amarelo, objeto deste estudo, é um fruto de grande disseminação em regiões tropicais. No Brasil, conhecido como seu maior produtor, é matéria-prima de diversos produtos na indústria alimentícia. Essa ampla utilização gera grandes quantidades de resíduos, compostos por cascas e sementes que correspondem a mais de 50% da massa da fruta.

Esses resíduos, devido à sua constituição, podem ser amplamente aplicados na indústria de alimentos para diversificação e enriquecimento da alimentação humana. Assim, o objetivo deste capítulo foi trazer um panorama de diferentes estudos que apresentam a composição nutricional de compostos bioativos da semente de maracujá com ênfase em seu potencial para aplicação na indústria alimentícia.

Pesquisa e sustentabilidade

De acordo com o Prof. Dr. Humberto Xavier, as sementes de maracujá são fonte de proteínas, lipídios, fibras e compostos bioativos, como ácidos graxos insaturados, compostos fenólicos e substâncias com efeitos antioxidante, neuroprotetivo, antibacteriano, antitumoral. Neste sentido a avaliação dos compostos presentes no óleo é essencial para direcionar a uma possível aplicação na dieta humana.

O objetivo do projeto visa agregar valor a um resíduo agroindustrial, proteger o meio ambiente através de prática sustentável com o aproveitamento integral de alimentos, impulsionando o desenvolvimento de produtos alimentícios com melhor aporte nutricional e com propriedades funcionais.

“Tais pesquisas além de aportar uma importante colaboração com outras instituições de ensino e pesquisa, promovem também a inserção do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da UnP em um contexto social mais amplo através da busca de alternativas viáveis para obtenção de novos biocompostos preocupando-se com a questão ambiental através da redução dos resíduos produzidos pelas industriais” afirma a Coordenadora do PPGB UnP, Prof. Dra. Amália Cínthia Meneses Rêgo.