19 de novembro de 2019 17:51

Projeto de Mossoró é o grande vencedor do II Ginga Tank

Pablo Carvalho e Andrezza Hallax apresentaram iniciativa de prótese mamária externa

Com 10 projetos finalistas, o II Ginga Tank UnP apresentou em sua edição de 2019 iniciativas de empreendedorismo social que se propõem a transformar (ou já estão transformando) as comunidades onde vivem.

Após uma noite de pitches, o grande vencedor foi o projeto “Prótese Mamária Externa”, dos alunos de Enfermagem do Campus Mossoró, Pablo Carvalho e Andrezza Hallax. De acordo com os estudantes, a proposta é uma alternativa de custo mais barato para mulheres mastectomizadas. Para isso, utiliza um resíduo reciclável na indústria têxtil.

Além deles, em segundo lugar, ficou a aluna de Engenharia Civil, Jamillyanne Souza que apresentou o projeto “Compósito cimentício com fibra de saco plástico”. E, por fim, o “Encontrando Talentos” de Eduarda Lopes e João Ramalho, estudantes dos Cursos de Administração e de Gestão de Recursos Humanos.

“Esse momento é muito especial para a Universidade Potiguar. Somos uma instituição que diz: precisamos entregar para a sociedade um pouco do que a sociedade já entregou para nós. Por isso, sabemos da importância que a UnP tem para o desenvolvimento do estado em seus mais de 35 anos de história”, afirmou o Reitor, Prof. Gedson Nunes.

Durante as apresentações, os finalistas mostraram não só o potencial de seus projetos a uma banca formada por representantes da UnP e do Sebrae RN, mas também a viabilidade das ideias. Foram apresentadas dessa forma ideias nas áreas de Saúde, Relações Internacionais, Comunicação e Tecnologia da Informação.

Embora três iniciativas tenham se destacado, todos os projetos receberão mentoria para se desenvolver por meio do apoio oferecido pelo Centro de Excelência em Empreendedorismo (Empreende) da UnP.

Confira abaixo, em resumo e na ordem de apresentação, os projetos e os nomes de seus representantes:

Conheça os finalistas
  • GreenGo (Edson Lemos) – Fomenta uma rede viva entre o cidadão e entidades que buscam contribuir com um meio ambiente e sociedade mais sustentáveis.
  • Live Well (Douglas Mendonça e Tarciso Victor) – Democratiza o acesso a exercícios físicos de uma forma rápida e prática, além de promover a valorização do profissional de Educação Física.
  • Potigame (Gabriela Azevedo, Jeosafá Pimentel e Raíssa Filgueira) – Valoriza e potencializa o turismo potiguar através da gamificação.
  • Compósito cimentício com fibra de saco plástico (Jamillyanne Souza) – Adiciona a fibra do saco plástico em compósitos cimentícios visando evitar fissuras em edificações e diminuir a poluição ambiental.
  • Encontrando Talentos (Eduarda Lopes e João Ramalho) – Valoriza e empodera pessoas com deficiência para o mercado de trabalho.
  • Sem Fronteiras (Lilá Rayana) – Empodera os imigrantes e refugiados em situação de vulnerabilidade por meio do empreendedorismo.
  • Agricultura Sustentável (Marina Wanderley) – Ressignifica e potencializa a Agricultura Familiar.
  • Prótese mamária externa (Pablo Carvalho e Andreza Halax) – Propõe uma alternativa viável para mulheres mastectomizadas a partir de um resíduo reciclável na indústria têxtil.
  • Cartilha minhas chaves (Ana Carolina e Thamiris Padilha) – Orientações básicas para vistoria de recebimento de imóvel do padrão Minha Casa Minha Vida.
  • Dança e Superação (Yasmin Benassuly) – Promove um novo começo, proporcionando um estilo de vida mais saudável e feliz aos idosos.

Fotos: Chico Norberto